Literatura contemporânea

A literatura contemporânea, que alguns chamam de pós-moderna, é resultado das grandes mudanças ocorridas da metade do século XX para cá. Desde os anos 50, houve no mundo todo, profundas transformações na economia, na política e, especialmente, na área tecnológica. Evidentemente, tudo isso se refletiu nas artes em geral.

Na literatura contemporânea há uma grande mistura de tendências que conserva muito do Modernismo, tanto nas artes plásticas quanto na literatura. Hoje, o dia-a-dia das pessoas é invadido pela tecnologia de massa – TV, computador, telefonia celular – o que provocou o que alguns estudiosos a chamar o mundo de “uma grande aldeia global”. Mas, por paradoxal que possa parecer, convive-se ainda com um contingente de pessoas que não tem acesso aos meios mais simples de comunicação, os chamados “excluídos digitais”.

A literatura contemporânea, assim, demonstra a intertextualidade desta mistura dos meios de comunicação, incorporando suas técnicas. Nela estão presentes também a liberdade formal, humor, captação do cotidiano e cenas da vida urbana. A linguagem na literatura contemporânea é próxima do coloquial e o vocabulário é bem simples.

Na literatura contemporânea, há eliminação das fronteiras entre o erudito e o popular, o que permite a valorização da arte popular feita por pessoas simples, oriundas das classes mais baixas da população.

O que era considerada “cultura regional”, com a literatura contemporânea passa a ser vista como produção artística de qualidade tão boa e importante como a dos artistas considerados consagrados, motivo de valorização e reconhecimento nos meios acadêmicos.

Gostou do artigo sobre Literatura contemporânea? Veja mais sobre Literatura aqui!